Acidente com catamarã deixa 55 feridos no Rio; 11 ficam internados

O acidente com o catamarã (embarcação com dois cascos paralelos) Gávea I, que faz a ligação entre Niterói e Rio, deixou 55 pessoas feridas no início da tarde desta segunda-feira. A Secretaria Municipal de Saúde informou que 11 passageiros permanecem internados, todos fora de perigo.

Segundo o gerente da concessionária Barcas S.A., empresa que administra o transporte, Mário Liberalli de Góes, o barco, que transportava 907 passageiros, se chocou duas vezes com um píer desativado ao lado da estação Praça XV.

A cirurgiã-dentista Daniele Lima, 38, que ajudou socorrer alguns passageiros feridos na colisão, disse que não havia nenhum socorrista a bordo do Gávea I. Segundo ela, os funcionários da Barcas, após a primeira batida, pediram às pessoas que ficassem sentadas e vestissem os coletes salva-vidas.

“Eu me mantive bem tranquila, pois tinha 900 pessoas me pedindo ajuda. A pessoa que estava no comando da barca teve muito controle, pois poderia jogar a barca em direção ao aeroporto Santos Dumont (que fica ao lado da estação)”.

A advogada Márcia Neves Santiago, 34, relatou que os passageiros ficaram sem saber o que estava acontecendo, já que, em nenhum momento, foram informados sobre a colisão.

“O pânico foi enorme com a primeira batida, porque voou gente pra tudo que é lado, há até cadeiras quebradas. Aí, veio a segunda batida e mais gente caiu, mais gente voou. Ficamos muito tempo ali, sem nenhum tipo de ajuda. Não tinha equipe de socorro a bordo”, disse a advogada.

Em nota, a Barcas S.A informou que os feridos com escoriações leves e sintomas de ansiedade foram atendidos no local por homens do Corpo de Bombeiros e funcionários da própria concessionária. A nota diz ainda que algumas cadeiras do catamarã se soltaram por causa do impacto.

DA AGÊNCIA BRASIL

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog