Acusações contra ministros são luta política contra o PT, diz Dirceu

O ex-ministro José Dirceu classificou o momento político, marcado por queda de ministros e já chamado de “faxina”, como uma tentativa de se aplicar “um conto da luta moralista contra a corrupção” no Brasil. Reu no escândalo do mensalão, Dirceu afirmou que as acusações são produto de uma luta política contra o PT.

Lupi usou avião pago por dono de rede de ONGs, afirma revista
PDT diz não ver crime em viagem de Lupi em avião alugado por ONG
Empresa chinesa paga viagem a dirigente do Ministério do Trabalho
Convênio suspeito beneficiou empresas de filiados do PDT
Oposição pede afastamento de Lupi
Miro Teixeira defende CPI para investigar desvios de verbas

“Nas duas vezes que o Brasil caiu no conto da luta moralista contra a corrupção deu no Jânio Quadros e no Collor”, afirmou, acrescentando que “nesse momento o que se tenta construir no Brasil é isso, a pretexto de combater a corrupção”.

“Quando digo que se tem que responsabilizar ministro, partido e governo por denúncias de corrupção em Ministério, tem que se responsabilizar o PSDB, o Geraldo Alckmin e o José Serra pelo escândalo das emendas de São Paulo. Mas não. Dois pesos e duas medidas”, discursou o ex-ministro, no II encontro da juventude do PT.

Chamado de comandante pelos integrantes da juventude do PT e recebido ao coro de “Dirceu, guerreiro do povo brasileiro”, Dirceu ganhou uma camiseta em que sua imagem é circundada pela inscrição “golpe da elite”. Sob a imagem, a palavra inocente.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog