Acusado de chefiar tráfico em morro do Rio é preso no Paraguai

O traficante Alexander Mendes da Silva, conhecido como Polegar e apontado pela polícia como chefe do tráfico de drogas no morro da Mangueira (zona norte do Rio), foi preso na tarde de terça-feira (18) por policiais da Senad (Secretaria Nacional Anti-Drogas), do Paraguai.

Secretário quer que traficante fique em presídio federal

Divulgação
Alexander Mendes da Silva, o Polegar, ao ser preso no Paraguai
Alexander da Silva, o Polegar, ao ser preso no Paraguai

No momento da prisão, Polegar apresentou uma carteira de identidade paraguaia em nome de José Targino da Silva Júnior. O documento foi expedido pelo Departamento de Identificações da Polícia Nacional paraguaia.

Polegar foi capturado ao pegar um veículo da marca Kia –pago em dinheiro na segunda-feira– em uma loja de Pedro Juan Caballero, cidade na fronteira do Brasil com o Paraguai. No local havia também uma Toyota Hilux que, segundo os agentes da Senad, pertenceria ao traficante.

O criminoso –com mandados de prisão por tráfico de drogas, na Justiça estadual do Rio– teria dito aos agentes da Senad que se dedicava à compra e venda de veículos.

Na noite de ontem, representantes da Senad entraram em contato com o Consulado do Brasil, em Assunção, que mobilizou a direção da Polícia Federal, em Brasília.

Polegar está detido em Pedro Juan Caballero. De acordo com policiais civis do Rio, ele deixou o morro da Mangueira, em junho, dias antes da operação para a implantação da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) local.

FUGA

Polegar foi condenado e ficou preso no período de 2002 a 2009, quando passou para o regime semiaberto e não voltou mais para a cadeia.

Ele teria se mudado para o Complexo do Alemão após a fuga. No fim do ano passado, foi investigada a possibilidade de ele ter escapado em um carro da Polícia Civil durante ocupação do complexo pelas forças de segurança.

Em junho último, depois de ocupar o morro da Mangueira para a instalação de uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora), o Bope (Batalhão de Operações Especiais, da PM)divulgou um cartaz com a foto de quatro traficantes foragidos da Justiça –entre eles Polegar, ligado ao Comando Vermelho.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog