Adriano diz que estreia está próxima, mas pede paciência

O Atacante Adriano diz que está confiante de que sua volta aos gramados está mais perto de acontecer, mas pede paciência da torcida do Corinthians.

“Estou confiante, espero que as pessoas tenham paciência. Hoje se fala vai voltar, não vai voltar mais. Ninguém sabe realmente o problema que eu tenho no tendão. Não é uma contusão fácil de lidar. É difícil. Pegar a força no tendão. Começar a andar, correr. Vejo as pessoas me criticando, me julgando, falando isso e outras coisas. Enfim, estou bem, treinado bastante, estou feliz, falta pouco para voltar a jogar”, disse, em entrevista ao programa “Esporte Espetacular”.

  Jorge Araújo/Folhapress  
O atacante Adriano faz treino físico no centro de treinamento do Corinthians
O atacante Adriano faz treino físico no centro de treinamento do Corinthians

O jogador afirmou que não está magoado com Dunga pro tê-lo deixado fora da Copa do Mundo na África do Sul, em 2010, e reconheceu que a ausência na seleção daquele Mundial foi culpa sua. “Triste eu fiquei, mas eu pedi para isso”, disse o atacante.

‘Foi coisa de Deus’

No jogo contra o Flamengo, na 22ª rodada do Brasileiro, os jogadores do Corinthians reconheceram que Adriano, mesmo sem atuar, teve papel importante na vitória.

O atacante foi ao vestiário da equipe no intervalo do jogo para motivar a equipe. Na volta para o segundo tempo, o Corinthians virou o jogo e continuou líder naquela rodada. Adriano diz que sentiu que uma “força” o impelia a ir ao encontro dos companheiros.

“Quando faltava cinco minutos para acampar o jogo fui para o estádio. Senti uma força falando que eles precisavam da minha presença. Acho que foi coisa de Deus. Tava na minha mesa. Eles estavam no corredor, cheguei a tempo, queria ajudar a eles. Isso não era possível, mas queria ajudar eles. Eles hoje têm a força de mudar o resultado, eu não tenho”, afirmou Adriano.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog