Alckmin enfrenta rebelião de aliados na Assembleia de SP

Luiz Carlos Murauskas - 20.jan.2012/Folhapress

Uma revolta na base que dá sustentação ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) na Assembleia Legislativa de São Paulo ameaça impor ao tucano sua primeira grande derrota na Casa, informa reportagem de Daniela Lima, publicada na Folha desta sexta-feira.

Os deputados estaduais reclamam do que chamam de “falta de atenção”. Em privado, manifestam insatisfação com a demora na liberação de emendas e a dificuldade para nomear aliados para cargos de confiança.

A rebelião rachou a bancada tucana e isolou o líder do governo na Casa, deputado Samuel Moreira, que se desentendeu com o presidente da Assembleia, Barros Munhoz, também do PSDB.

Na última quinta-feira, o deputado Orlando Morando foi destituído da liderança do PSDB. Ele trocava farpas com Moreira e o governo.

Moreira negou a briga com o presidente da Casa. Barros Munhoz, por sua vez, confirmou o desentendimento, mas disse que não foi nada grave. “Entre tapas e beijos, construímos uma relação [entre Executivo e Legislativo] saudável para São Paulo”, afirmou.

Fonte: Da Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog