Alunos, pais e professores de institutos federais do RJ fazem protesto contra corte de verbas na educação

06/05/2019

Alunos, pais e professores de colégios federais do Rio realizam, na manhã desta segunda-feira (6), um protesto em frente ao Colégio Militar do Rio de Janeiro, na Tijuca, Zona Norte. Lá, o presidente Jair Bolsonaro participou de solenidade de comemoração pelos 130 anos da instituição.

Na semana passada, o Ministério da Educação (MEC) anunciou o corte de verba de 30% das universidades e institutos federais. Entre eles, o Colégio Pedro II (CPII), um dos mais tradicionais da cidade, com 13 mil alunos. O acesso a um dos 14 câmpus é por concurso, sempre disputado.

Além do CPII, participam do ato estudantes do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFRJ), do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), da Fundação Osório e do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (CAp-UFRJ).

Nem os manifestantes nem a Polícia Militar tinham informado estimativa de público até as 10h. O Colégio Militar do Rio de Janeiro, visitado nesta manhã pelo presidente Bolsonaro, não vai sofrer nenhum corte no orçamento. Nem ele, nem nenhum dos outros 12 colégios militares do país. Isso porque essas unidades de ensino não são subordinadas ao ministério da educação, mas sim ao da defesa – que não foi atingido pelo bloqueio de verbas de custeio.

Fonte: G1

Comentários

Parceiros do Blog