Após tentativa frustrada, rebeldes líbios se reagrupam para tomar Bani Walid

Após uma tentativa frustrada na sexta-feira, as forças dos rebeldes líbios se reagrupam nos arredores de Bani Walid, 150 km a sudoeste da capital, Trípoli, para tomar uma das últimas cidades ainda leais a Muammar Gaddafi. Em Sirte, cidade natal do ex-ditador, o porta-voz do antigo regime acusou a Otan de matar 354 pessoas na madrugada e afirmou que o ex-líder está confiante na vitória e continua na Líbia.

“Hoje as tropas estão se reorganizando e por enquanto não houve combates”, afirmou Hussein Mohammed al Gazar, responsável do acampamento rebelde mais próximo do front, situado a 15 quilômetros ao norte de Bani Walid.

Al Gazar relatou que os combates desta sexta-feira foram bastante violentos e revelou que tropas leais a Gaddafi chegaram aos arredores das trincheiras rebeldes.

  Joseph Eid/France Presse  
Tropas dos rebeldes líbios devem retomar batalhas em Bani Walid e Sirte, cidades ainda leais a Gaddafi
Tropas dos rebeldes líbios devem retomar batalhas em Bani Walid e Sirte, cidades ainda leais a Gaddafi

No acampamento, que também serve como oficina improvisada, alguns rebeldes afirmam que Saif al Islam, filho de Gaddafi, se encontra em Bani Walid.

“Ontem pegaram o motorista de Seif al Islam nos combates, o que demonstra que ele está dentro da localidade”, disse Akram Abulmeda, um dos rebeldes acampados no local.

Já Moussa Ibrahim, porta-voz de Gaddafi, acusou a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) de matar 354 pessoas na madrugada de sexta-feira para sábado, num hotel e num prédio residencial, e disse que a resistência em Sirte vai continuar.

  Joseph Eid/France Presse  
Porta-voz de Gaddafi disse que ex-ditador continua na Líbia e está confiante na vitória contra rebeldes
Porta-voz de Gaddafi disse que ex-ditador continua na Líbia e está confiante na vitória contra rebeldes

“Estamos cientes dessas acusações. Não é a primeira vez que tais acusações são feitas. Em geral elas se revelam sem base ou sem justificativa”, disse o coronel Roland Lavoie, um porta-voz da aliança militar ocidental.

Ibrahim acrescentou que 700 pessoas ficaram feridas em ataques aéreos ocidentais a Sirte e que 89 estavam desaparecidas. “Nos últimos 17 dias, mais de 2.000 residentes de Sirte foram mortos em ataques aéreos da Otan”, disse.

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog