Astro são-paulino treina até faltas por primeiro gol

Luis Fabiano olha Rogério ajeitar a bola perto do pé direito. Da meia-lua, o camisa 1 chuta sobre a barreira, tira do goleiro e põe no ângulo.

É treino do São Paulo, e a cena se repete uma, duas vezes. Rogério acerta três gols de falta seguidos. E Luis Fabiano apenas observa.

Maior contratação tricolor de 2011, o atacante nunca foi conhecido como um especialista em cobrança de faltas.

Mas, quando é a sua vez de tentar vencer a barreira e o arqueiro rival, também acerta. No treino da véspera do jogo de hoje, contra o Cruzeiro, às 21h50, Luis Fabiano parece estar sedento por gols.

O atacante participa de todos os treinos de finalização: da pequena área ou da entrada da grande área. Recebe bola por trás ou pelos flancos do campo, precisa driblar o técnico Adilson Batista ou cabecear após um cruzamento.

Luiz Pires – 30.set.11/Divulgação
O atacante Luis Fabiano durante treino do São Paulo no Morumbi
O atacante Luis Fabiano durante treino do São Paulo no Morumbi

Treina faltas e pênaltis, mesmo que pareça difícil quebrar o monopólio de Rogério nessas tentativas durante as partidas. Luis Fabiano quer marcar de qualquer jeito.

O camisa 9 irá a Sete Lagoas (MG) para tentar o que não conseguiu em um Morumbi com 63 mil pessoas: fazer seu primeiro tento após retornar.

“Vou fortalecer a minha perna, treinar e, com certeza, estarei em melhor forma, fazendo gols. Depois que o primeiro sair, serão vários”, afirmou o astro são-paulino após sua reestreia no domingo.

Domado pela zaga flamenguista, Luis Fabiano não conseguiu mais do que quatro chutes a gol e uma bola na trave em 60 minutos. Apesar da derrota por 2 a 1, comemorou não ter sentido dores.

Por ele ter ficado sete meses sem jogar e ter sofrido duas cirurgias, a comissão técnica acha que o atacante não tem como atuar por 90 minutos. Hoje, Adilson deve colocá-lo como titular e substituí-lo durante a partida.

O São Paulo tenta voltar a encostar na liderança. Se vencer, o time do Morumbi chegará aos 49 pontos e ficará a somente um do líder Vasco. Seus rivais pelo título só jogarão no fim de semana.

A favor do clube tricolor está o retrospecto. A equipe obtém melhores resultados longe de casa, talvez por não saber lidar com a pressão de sua própria torcida no Morumbi.

Outra boa notícia é o fato de o rival viver crise profunda. Único sem vitória neste returno, o Cruzeiro está há oito jogos sem triunfo.

NA TV
Cruzeiro x São Paulo
21h50 Band e Globo (para SP)

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog