Bombeiros suspendem busca por médico desaparecido em rio no PA

O Corpo de Bombeiros de Santarém, no oeste do Pará, suspendeu as buscas diárias pelo corpo do médico Paulo Jennings, 56, desaparecido após mergulho no rio Amazonas há nove dias.

A hipótese é que peixes tenham se alimentado do corpo e, com as perfurações causadas, impossibilitou-se que o corpo voltasse à superfície.

“A quantidade de peixes na região é muito grande. Isso pode ter acontecido, tendo em vista que vários deles são de caráter agressivo, como a piracatinga, a piranha, a pirarara e o candiru”, afirmou o tenente-coronel Cláudio Tavernard, comandante do grupamento.

Com o corpo no fundo do rio, as buscas são mais difíceis, porque a visibilidade no rio Amazonas é muito ruim, segundo os bombeiros.

Os familiares do médico fizeram no último sábado (15) uma homenagem a Jennings. Jogaram flores no rio e cantaram músicas que ele gostava.

Eles próprios darão continuidade aos trabalhos de busca do corpo do médico. Jennings é natural de Santarém, mas morava em São Paulo.

O médico fazia um passeio de barco no rio no sábado próximo à cidade de Óbidos (a 1.100 km de Belém), em companhia de amigos, e resolveu dar um mergulho e não retornou mais à superfície.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog