Briga de skinheads na zona oeste de SP deixa um morto

Uma briga envolvendo cerca de 70 membros de diferentes gangues de skinheads deixou ao menos uma pessoa morta e outra gravemente ferida, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, neste sábado.

Gangues de skinheads neonazistas, entre elas a Front 88 e a Terror Hooligan, estavam na porta da boate Carioca Club, na rua Cardeal Arcoverde, onde a banda de punk inglesa Cock Sparrer iria se apresentar.

Outra facção de gangues skinheads, que se posicionam contra as ações fascistas, desceu a rua também em direção ao clube. Havia cerca de 35 pessoas de cada facção.

Quando as facções se encontraram, iniciaram um confronto usando armas de fogo, facas e coquetéis molotov. Cerca de 400 pessoas estavam na frente da boate no momento da briga. Segundo testemunhas, carros estacionados foram depredados. A polícia usou spray de pimenta para conter o tumulto.

A assessoria do HC (Hospital das Clínicas) confirmou uma morte e um ferido em estado grave. Oito pessoas foram detidas para averiguação e encaminhadas para o 14º DP (Pinheiros).

No Twitter, internautas relataram a briga. “Spray de pimenta pra esvaziar o carioca club e depois mais spray da policia pra esvaziar a rua. Num guento mais tossir e espirrar”, escreveu @pookyx13.

“A coisa foi feia. Tiro, gente esfaqueada, uma merda… Vamos ver se agora a policia nao sai daqui”, afirmou @ursulaks.

A briga foi combinada pela internet. Mensagens no Twitter afirmam que haverá outra briga após o término do show, que foi realizado apesar do tumulto.

  Diego Shuda/Folhapress  
Briga entre diferentes gangues de skinheads deixou ao menos um morto na rua Cardeal Arcoverde, em São Paulo
Briga entre diferentes gangues de skinheads deixou ao menos um morto na rua Cardeal Arcoverde, em São Paulo

Fonte: Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog