CNMP vai investigar promotores de casos de Haddad, Richa e Alckmin

13/09/2018

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) vai investigar os promotores que apresentaram recentemente ações contra os presidenciáveis Fernando Haddad, do PT, e Geraldo Alckmin, do PSDB, e também contra aqueles que pediram a prisão do ex-governador do Paraná, Beto Richa, detido na terça (11).

Segundo a colunista Monica Bergamo, a determinação foi do corregedor-geral do CNMP, Orlando Rochadel, após receber reclamação do conselheiro do CNMP Luiz Fernando Bandeira de Mello. Ele pediu que sejam apuradas eventuais irregularidades nas iniciativas dos integrantes do Ministério Público que apresentaram as denúncias contra os políticos em pleno período eleitoral.

Ele pede que sejam analisados “o tempo decorrido entre a suposta prática dos crimes delituosos e a propositura das ações”, para saber se elas foram aceleradas para causar “eventual impacto nas eleições”.

Nesta quarta-feira, 12, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes criticou o “hiperativismo” do Ministério Público na campanha eleitoral.

Fonte: Brasil 247

Comentários

Parceiros do Blog