Com eficiência e um pouco de sorte, Náutico vence por 2×1 e fica perto do acesso

Contando com a sorte e sendo eficiente nos contra-ataques o Náutico conseguiu mais um vitória nesta Série B. Desta vez a vítima foi o ASA que perdeu por 2×1 no estádio Coaracy Fonseca em Arapiraca, Alagoas. Kieza e Derley marcaram para o Timbu enquanto Reinaldo Alagoano descontou para o time da casa. O resultado deixa a equipe alvirrubra na vice-liderança da competição com 59 pontos, enquanto os alagoanos continuam em 16º com 42 ainda correndo o risco de rebaixamento.

Na próxima rodada o Náutico poderá chega ao acesso caso vença a partida contra o Barueri, terça-feira nos Aflitos. Para isso acontecer, Bragantino e Americana – quinto e sexto respectivamente com 52 pontos – devem perder os seus jogos, enquanto Sport e Criciúma com 51 e 50 pontos tem que no máximo empatar. O ASA, por sua vez, tentará se recuperar da derrota de hoje contra o Boa Esporte em Varginha, Minas Gerais, também na terça.

O JOGO – A partida começou com as duas equipes procurando logo de cara o ataque. Precisando da vitória para escapar do risco de rebaixamento, o ASA criou a primeira chance do jogo já aos 2 minutos em cruzamento na área que passou por toda defesa alvirrubra. O Náutico respondeu rápido com Eduardo Ramos aos 10. O meia desceu pela esquerda e chegou com perigo em bola cruzada na área.

Aos poucos o Náutico foi tomando uma melhor consciência dentro do primeiro tempo. Ciente de que não precisava se expor tanto, o Timbu contentava-se em marcar forte o ASA para utilizar o contra-ataque rápido principalmente com Eduardo Ramos. Desta maneira a primeira etapa ganhou um ritmo bastante veloz com o ASA atacantando e o Náutico respondendo logo em seguida no contra-ataque.

Em um desses contra golpes, aos 24, Eduardo Ramos fez jogada individual, entrou na área mas errou o chute final, em um lance bastante parecido com o de Elicarlos no clássico do sábado passado contra o Sport nos Aflitos.

O ASA, que arriscava muitos chutes de fora da área, respondeu logo em seguida aos 25 . Marielson recebeu na entrada da área, dribrou a zaga alvirrubra e chutou forte. A bola bateu forte na trave de Gideão que apenas ficou parado olhando, a sorte salvava o Náutico na melhor chance da equipe da casa.

O desperdício do ASA não foi perdoado pelo Timbu, em novo contra-ataque, Eduardo Ramos deixou Kieza livre na área aos 31. O atacante dominou e chutou forte para as redes de Gilson abrindo o placar. Foi o 19º gol de Kieza na Série B, o avançado agora é artilheiro da competição ao lado de Lincom do Bragantino.

O gol foi sentido pelo ASA que pouco agrediu depois. Coube apenas ao Náutico tocar a bola e administrar o fim do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO – No Segundo tempo o ASA veio com tudo para cima do Náutico, com menos de dez minutos a equipe alagoana acertou a trave alvirrubra por duas vezes com Gilberto Matuto. No primeiro lance, aos 6 o lateral limpou a marcação na entrada da área e chutou forte, a bola foi no canto acertando o poste esquerdo de Gideão. No segundo lance, ele entrou com tudo na área Timbu e chutou outra vez na trave. A sorte estava de fato do lado do Náutico em campo.

A pressão dos alagoanos era forte. Aos 11, a bola sobrou em contra-ataque no meio e Gideão foi obrigado a sair da área para evitar o gol de empate. O Náutico se segurava como podia dentro de campo e aguarda as brechas para o contra-ataque. Em um deles, o Timbu quase mata a partida com Eduardo Ramos. O meia desceu pelo e chegou cara a cara com Gilson que foi obrigado a fazer grande defesa para evitar o segundo gol.

Percebendo que o Náutico só queria os contra-ataques, o técnico do ASA, Vica, procurou fazer as alterações e colocar mais atacantes na equipe. O sufoco do ASA aumentava. Em bola alçada na área, Francismar recebeu livre na área e chutou cruzado para fora na melhor chance dos alagoanos.

Mas não era só o ASA que desperdiçaria as suas chances. Em mais um contra-ataque, Eduardo Ramos chutou forte para boa defesa de Gilson. No rebote, o goleiro ainda salvaria os alvinegros por duas vezes.

Contudo, aos 34, nem Gilson salvaria o time ASA do segundo gol do Náutico. Em novo contragolpe alvirrubro, Derley recebeu livre na entrada da área e chutou forte acertando em cheio o gol alagoano para fazer o segundo gol da partida e ampliar o placar.

O ASA ainda descontaria aos 41 com Reinaldo Alagoano, mas nada que atrapalhasse a festa Timbu ao final da partida.

Ficha Técnica: ASA 1×2 Náutico

ASA: Gilson; Gilberto Matuto, Toninho, Di Fábio e Maurim (Vitinha); Leandro Cardoso (Gustavo), Jorginho, Marielson, e Raul (Francismar); Alexsandro e Reinaldo Alagoano. Técnico: Vica.

Náutico: Gideão; Peter, Marlon, Diego Bispo e Aírton; Éverton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos (Lennon); Rogério (Élton) e Kieza Técnico: Waldemar Lemos.

Local: Estádio Coaracy Fonseca, em Arapiraca (AL). Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS); Assistentes: Clériston Clay Barreto Rios e Ivaney Alves de Lima (ambos do SE). Gols: Kieza aos 31 do primeiro tempo e Derley aos 34 do segundo pelo Náutico; Reinaldo Alagoano aos 41 do segundo para o ASA. Amarelos: Raúl, Leandro Cardoso, Alexsandro e Maurim para o ASA; Derley para o Náutico.

Com o Blog de Jamildo

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog