Com lesão no ombro, Djokovic desiste nas quartas em Paris

Com uma lesão no ombro, o sérvio Novak Djokovic desistiu de encarar o francês Jo-Wilfried Tsonga, nesta sexta-feira, pelas quartas de final do Masters 1.000 de Paris. Com isso, Tsonga avançou para a semifinal da competição.

“Infelizmente, tenho que informá-los que me retirei do torneio. Me esforcei até o limite para jogar e, depois da partida de ontem [contra Viktor Troicki], meu ombro está pior”, explicou número 1 mundial em um comunicado, citando a vitória por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/1.

No sábado, Djokovic reclamou de dores no ombro durante o jogo contra o japonês Kei Nishikori, pela semifinal do ATP da Basileia. O sérvio perdeu por 2 a 1, com parciais de 2/6, 7/6 (7/4) e 6/0 e teve que ser atendido durante o jogo.

Por conta da lesão, era esperado que Djokovic desistisse do Masters 1.000 de Paris. No entanto, o tenista resolveu participar da competição e ganhou um prêmio extra de US$ 1,6 milhão (cerca de R$ 2,8 milhões) só por ter entrado em quadra.

Pelo regulamento da ATP, os tenistas tops que jogam todos os torneios Masters 1.000 levam um bônus de US$ 2 milhões. Se só não atuam em um, como Djokovic (que não atuou na China), faturam US$ 400 mil a menos. Se por acaso jogam no máximo seis, não ganham nada a mais.

Miguel Medina/France Presse
O sérvio Novak Djokovic acerta voleio na vitória sobre o croata Ivan Dodig, em Paris
O sérvio Novak Djokovic acerta voleio na vitória sobre o croata Ivan Dodig, em Paris

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog