Contra lesões, Adilson Batista pede diminuição dos Estaduais

O técnico Adilson Batista teve 12 desfalques na vitória do São Paulo sobre o Figueirense, por 2 a 1, neste sábado, fora de casa. Seis deles por lesão:

Luiz Pires/Divulgação
O técnico Adilson Batista durante um treino do São Paulo
O técnico Adilson Batista durante um treino do São Paulo

Luis Fabiano (cirurgia plástica), Bruno Uvini (entorse no tornozelo direito), Denilson (estiramento na coxa esquerda), Fernandinho (trauma na perna direita), Cañete (lesão no adutor esquerdo) e Marlos (púbis).

Contra o alto número de jogos na temporada, Adilson quer que os campeonatos estaduais sejam mais curtos. O Campeonato Paulista, por exemplo, teve quatro meses de duração. Os dois finalistas (Santos e Corinthians) jogaram 23 partidas cada um.

“Gostaria que os Estaduais diminuíssem, para que os jogadores não tivessem uma sobrecarga”, disse o treinador após a partida contra o Figueirense. Adilson ressaltou a força de vontade dos seus atletas no confronto em Florianópolis.

“Quero parabenizar e agradecer o comportamento deles [jogadores]. Era importante vencer esse jogo. A dedicação deles, a entrega, a mudança de postura em relação ao último jogo. Temos um objetivo. Então temos que valorizar o espírito coletivo deles”, afirmou.

O treinador disse ainda estar confiante na recuperação do São Paulo em jogos no Morumbi. Na última rodada, foi derrotado pelo Fluminense. Em casa, o time paulista acumula três derrotas e três empates em dez jogos.

“Na quarta-feira vai ser diferente. Vamos ter 60 mil pessoas no Morumbi e o time vai jogar melhor. Já trabalho há anos na bola, sei que a próxima partida em casa vai ser diferente”.

Na quarta-feira, feriado, o goleiro Rogério vai completar mil jogos pelo clube. A expectativa é de um Morumbi lotado para o duelo contra o Atlético-MG.

Fonte: Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog