Coreia do Sul lamenta tributo prestado por japoneses a Yasukuni

Coreanos querem que japoneses reflitam sobre o passado

Por NHK (Conglomerado de mídia pública do Japão)  Tóquio

A Coreia do Sul manifestou seu profundo desapontamento após o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, fazer uma oferenda ritual ao santuário Yasukuni, e disseram estar decepcionados pelo fato de um dos ministros do Japão ter visitado o local.

O santuário, localizado em Tóquio, homenageia os japoneses mortos em conflitos, incluindo líderes condenados por crimes de guerra após a Segunda Guerra Mundial.

Em um comunicado à imprensa hoje (17), a chancelaria sul-coreana expressou profundo desapontamento com o fato de que líderes do governo japonês e do parlamento tenham novamente enviado oferendas e visitado o santuário que glorifica a história de invasões do Japão.

O ministério afirmou que o Japão só irá contribuir para o desenvolvimento de relações bilaterais orientadas para o futuro e obter a confiança dos países vizinhos e da comunidade internacional quando seus líderes mostrarem, por meio de ações, que refletiram com humildade sobre o passado.

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog