‘Diário Oficial’ publica nomeação de novo presidente da EBC

Valter Campanato/ABr

O jornalista Nelson Breve, ex-secretário de imprensa da Presidência no governo Lula, é o novo presidente da EBC (Empresa Brasil de Comunicação). A nomeação de Breve, até então superintendente de comunicação multimídia da empresa, foi publicada nesta terça-feira (1º) pelo “Diário Oficial” da União.

Nelson Breve substituirá Tereza Cruvinel, cujo mandato de quatro anos não foi renovado. O nome da jornalista enfrentava resistência do Conselho Curador da EBC. Há alguns meses, o grupo ensaiou uma candidatura própria –o nome seria o do professor da Universidade de Brasília Murílio Ramos, mas o conselho voltou atrás.

Após disputa, Dilma decide trocar comando da TV Brasil
TV pública discute cultos religiosos em sua programação
Disputa pela vaga de presidente abre crise na TV Brasil
Justiça mantém missa da Igreja Católica na TV Brasil

Criada em 2007 pelo governo de Lula, a empresa tem a tarefa de administrar a TV Brasil e demais canais públicos de rádio e televisão.

Nascido em Ourinhos, no interior de São Paulo, Nelson Breve formou-se em jornalismo na ECA (Escola de Comunicações e Artes) da USP (Universidade de São Paulo). Jornalista há 18 anos, Breve especializou-se na cobertura econômica e política em Brasília, atuando como setorista no Congresso Nacional, no Palácio do Planalto, nos ministérios da área econômica e no Banco Central. Ele também acompanhou os movimentos sociais.

Como diretor-presidente da EBC, Nelson Breve vai administrar A TV Brasil, a Agência Brasil e oito emissoras de rádio, entre outros veículos de comunicação. A EBC tem 1.422 funcionários, sendo 902 empregados efetivos, 140 contratados temporariamente e 380 comissionados, e um orçamento de R$ 413,7 milhões.

Com informações da Agência Brasil

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog