Dilma cita construção civil como forma de estimular economia

A presidente Dilma Rousseff defendeu nesta segunda-feira (5) o investimento na área da construção civil para estimular a economia do país num momento de crise internacional.

Segundo Dilma, o setor auxilia no crescimento econômico por gerar empregos e estimular o consumo.

“Os investimentos na construção civil beneficiam a todos nós, porque esse é um setor que gera muitos empregos. Ele ajuda a manter o mercado de trabalho aquecido, mesmo com a crise econômica internacional, que está afetando os Estados Unidos e os países da Europa”, disse a presidente no programa de rádio semanal “Café com a Presidenta”, ao comentar o programa de construção de habitações Minha Casa, Minha Vida.

“Com mais empregos e com mais consumo, a economia se mantém em crescimento.”

O governo fez na última semana um balanço da segunda etapa do programa federal de construção de casas a famílias de baixa renda, cuja meta é a contratação de 2 milhões de moradias até 2014. O investimento na segunda fase do programa é de R$ 125,7 bilhões.

De acordo com Dilma, as contratações no âmbito do Minha Casa, Minha Vida 2 chegam 354 mil moradias neste ano.

A presidente tem reiterado recentemente pedidos para que os brasileiros sigam consumindo e as empresas mantenham a produção.

Na última semana, o governo lançou pacote de medidas para estimular a economia com desonerações fiscais ao setor produtivo, a produtos da linha branca, e ao mercado financeiro.

DA REUTERS, EM BRASÍLIA

 

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog