Dilma cobra melhora na gestão de recursos da saúde

A presidente Dilma Rousseff cobrou nesta terça-feira (8) que União, Estados e municípios se esforcem por uma melhor gestão dos recursos disponíveis para a saúde pública, em vez de esperar por maior financiamento do setor.

A criação da CSS (Contribuição Social da Saúde), uma nova versão da antiga CPMF, extinta em 2007, espera análise do Congresso Nacional e é motivo de polêmica entre os partidos da base do governo.

“A implantação do ‘Melhor em casa’ e do ‘SOS Emergência’ demanda tempo, dedicação e recursos. Tracei orientação bem clara: fazer agora mais com o que temos e não ficar de braços cruzados esperando que os recursos caiam do céu”, afirmou a presidente em cerimônia de lançamento dos programas de saúde no Palácio do Planalto.

Pouco antes, o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), discursou em defesa de uma tese contrária, ressaltando a necessidade de uma maior reserva de recursos para a área. “De nada vai adiantar boa vontade se não tivermos recursos financeiros”, disse o governador.

A presidente elogiou o trabalho realizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), mas ressaltou que o sistema ainda tem “muito mesmo a avançar”.

“Nós devemos ter a coragem e humildade de admitir que parte dos problemas pode ser resolvida com o que já temos. É obvio que precisamos mais: ninguém faz um sistema de saúde para 100 milhões de pessoas sem recursos financeiros. Mas com o que já temos nós podemos fazer mais, e isso depende fortemente de nós. Tenho certeza de que ninguém aqui fugirá a essa responsabilidade”, afirmou Dilma.

A presidente afirmou que os programas criados “não vão resolver da noite para o dia todos os problemas do atendimento médico”, mas darão um atendimento mais digno aos pacientes.

“Vamos intervir de forma gradativa, porém decisiva, onde muitos governos evitam assumir responsabilidade direta: a emergência dos grandes hospitais públicos, de pronto socorros [com o programa ‘SOS emergência’]. Já ouvi de algumas pessoas que seria como enxugar gelo, pois se trata de um esforço de 24h por dia que pode ser prejudicado por um único erro. (…) Cada erro será motivo de superação.”

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog