Dilma diz que levará caso de espionagem à Comissão de Direitos Humanos da ONU

Brasília, 8 jul (EFE).- A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta segunda-feira que seu país levará o caso de suposta espionagem a cidadãos brasileiros por parte dos Estados Unidos ao seio das Nações Unidas.

“Vamos apresentar proposta à Comissão de Direitos Humanos da ONU, uma vez que um dos preceitos fundamentais é a garantia da liberdade de expressão, mas também de direitos individuais, principalmente o da privacidade, aliás garantido na nossa Constituição”, declarou Dilma a jornalistas.

A presidente Dilma Rousseff indicou que o Ministério de Comunicações e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) averiguarão a participação de empresas brasileiras nos supostos atos de espionagem e anunciou que o governo pretende modificar a legislação sobre internet. EFE

A presidente Dilma Rousseff indicou que o Ministério de Comunicações e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) averiguarão a participação de empresas brasileiras nos supostos atos de espionagem e anunciou que o governo pretende modificar a legislação sobre internet. EFE

Da EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog