Dilma e Blatter se reúnem por Copa-14, e Ronaldo faz ‘estreia’ no COL


2014
Ronaldo vai fazer sua estreia nesta sexta-feira como homem-forte do COL (Comitê Organizador Local da Copa de 2014). O ex-jogador vai participar de reunião com a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

José Maria Marin, que nesta semana substituiu Ricardo Teixeira na presidência da CBF e do COL, não deve participar do encontro hoje.

Será o primeiro encontro do ano entre o chefe da entidade que manda no futebol mundial e a presidente do Brasil. Os dois estiveram juntos no sorteio preliminar do Mundial, no Rio, em julho.

Sergio Lima – 16.jan.2012/Folhapress
Ronaldo dá entrevista no Ministério do Esporte
Ronaldo dá entrevista no Ministério do Esporte em Brasília

Também foram convidados para o evento o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e Pelé, nomeado pelo governo federal embaixador da Copa do Mundo de 2014.

Segundo o ministério do Esporte, a lista foi feita pela Casa Civil a pedido da Fifa.

Ronaldo foi incluído ontem à noite, quando até o COL dava como certo que não teria participantes na reunião.

Nas últimas semanas, Blatter e Dilma tiveram que apagar um incêndio iniciado por Jerôme Valcke, secretário-geral da Fifa, e continuado por políticos brasileiros.

Valcke afirmou que o Brasil precisava de “um chute no traseiro” para agilizar a organização da Copa-2014.

Aldo Rebelo respondeu que não aceitaria mais Valcke como interlocutor da Fifa nas tratativas do Mundial.

O dirigente da Fifa rebateu e chamou de “infantil” a reação do ministro do Esporte.

Marco Aurélio Garcia, assessor internacional da presidência, então chamou Valcke de “vagabundo”.

Blatter pediu desculpas, e Valcke teve cancelada a viagem que faria ao Brasil.

NO PARAGUAI

Marin visitou ontem a Conmebol, no Paraguai. Reuniu-se por três horas com o presidente da entidade sul-americana, Nicolas Leoz.

Marco Polo Del Nero participou do encontro na condição de integrante do Comitê-Executivo da Conmebol.

A presença de Del Nero irritou os presidentes de federações estaduais que não apoiam a permanência de Marin na CBF até 2015.

“O Marco Polo é tradutor dele?”, questionou Ednaldo Rodrigues, da federação baiana. O grupo dos insatisfeitos, que tem cartolas de Rio Grande do Sul e Minas Gerais, vai se reunir na terça-feira.

Fonte: Da Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog