Dilma pressiona montadora a não demitir

Por determinação da presidente Dilma, o ministro Guido Mantega (Fazenda) está convocando uma reunião com as montadoras associadas à Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) para terça-feira (25), informam Valdo Cruz e Natuza Nery naFolha desta sexta-feira.

Decisão do STF traz mais apreensão aos importadores de veículos

STF decide que IPI maior para carro só vale a partir de dezembro
Estoque de veículos cai, mas ainda equivale a 36 dias de vendas

A pedido de Dilma, Mantega vai cobrar das montadoras instaladas no país contrapartidas pelo benefício concedido a elas com a alta de 30 pontos percentuais no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que pega carros importados. Segundo a Folha apurou, o governo vai pedir às montadoras que evitem demissões aos primeiros sinais de uma eventual queda muito forte no crescimento da economia brasileira.

Dilma está preocupada com informações repassadas a ela de que montadoras cogitam promover corte de empregos por conta de uma queda nas vendas de veículos. As montadoras reclamam da retração no crédito na economia promovida pelo governo, classificada pelo setor como um dos principais motivos pela redução das vendas.

Ontem, após a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de postergar a entrada em vigor da alta do IPI, o governo considerou que há risco de haver forte aumento na importação de veículos nas próximas semanas

Editoria de arte/Folhapress

 

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog