Doenças não infecciosas custarão 48% do PIB mundial, diz OMS

A luta contra as doenças não infecciosas custará 48% do PIB mundial, declarou nesta terça-feira em Baku a secretária-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan.

“Nos próximos 20 anos, a luta contra as doenças não infecciosas custará ao mundo mais de US$ 30 trilhões, 48% de seu PIB”, assegurou Chan na reunião do Comitê regional europeu da OMS realizado na capital do Azerbaijão.

A máxima autoridade da OMS indicou que estas doenças destroem o lucro dos países.

“É preciso trabalhar na prevenção e curar as pessoas, mas não podemos eliminar as causas sociais de sua aparição, que são o ar contaminado, a água, o estresse e os produtos alimentícios de má qualidade”, afirmou.

A secretária-geral do organismo internacional destacou que a OMS deve influir nas indústrias alimentícias para que estas reduzam o sal e o açúcar em seus produtos, “com especial atenção à saúde das mães e das crianças”.

DA EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog