Dólar volta a subir, depois de fechar na maior cotação em mais de 4 anos

Após abrir os negócios desta quinta-feira (15) em queda em relação ao real, o dólar mudou de direção em pouco tempo e opera em alta.

saiba mais

Perto das 14h45 (horário de Brasília), a moeda norte-americana avançava 0,70%, cotada a R$ 2,3413 para a venda. Veja a cotação

Mais cedo, a cotação chegou a ultrapassar o patamar de R$ 2,34, o maior em mais de quatro anos e meio (levando em conta a cotação do fechamento).

A alta ocorre apesar de o Banco Central ter atuado no mercado, puxado pelo movimento de valorização da divisa no exterior após bons dados econômicos vindos dos Estados Unidos – que podem alimentar as expectativa de mudança na política monetária no país, destaca a agência Reuters.

A trajetória ascendente dá continuidade ao movimento visto nos últimos três fechamentos e ocorre após a moeda dos EUA ter atingido, na véspera, o patamar de R$ 2,32 (também pela primeira vez em mais de quatro anos).

Hoje o Banco Central faz um leilão de swap tradicional – equivalente à venda de dólar no mercado futuro. Serão ofertados até 40 mil contratos com vencimentos em 2 de dezembro de 2013 e 1º de abril.

O dia também é de divulgação de dados econômicos dos Estados Unidos.

O  Departamento do Trabalho divulgou que o número de norte-americanos que entraram com pedido de pagamento de auxílio-desemprego caiu para o menor nível em quase seis anos – indicando uma aceleração no crescimento do mercado de trabalho.

Também foi divulgado que a produção industrial dos Estados Unidos ficou inalterada em julho, após crescimento de 0,2% um mês antes, divulgou o Federal Rerserve (Fed, o banco central dos EUA). Economistas esperavam avanço.

Último fechamento
Na quarta-feira, o dólar teve valorização de 0,62% e fechou cotado a R$ 2,325 na venda. Foi  a primeira vez que a moeda norte-americana atingiu o patamar de R$ 2,32 no fechamento desde 30 de março de 2009, quando fechou a R$ 2,332.

A divisa dos Estados Unidos tem batido maiores altas desde meados de 2009 constantemente nos últimos pregões. Na terça-feira, por exemplo, voltou a fechar acima de R$ 2,31, quase o mesmo patamar de fechameto de 7 de agosto, o maior nível de fechamento desde o dia 31 de março de 2009.

Fonte: Do G1

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog