Em comunidade carioca, papa denuncia desigualdade do mundo

 Rio de Janeiro, 25 jul (EFE).- O papa Francisco disse nesta quinta-feira, durante sua visita à comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, no Rio de Janeiro, que “ninguém pode permanecer indiferente diante as desigualdades que existem no mundo” e pediu ao poder público esforço para construir um mundo mais justo.

Em uma manhã fria e chuvosa, o pontífice convocou os jovens a não perderem a esperança.

  • O papa Francisco saúda os fiéis nesta quinta-feira na comunidade de Varginha, no Rio de Janeiro, Brasil. EFE
  • O papa Francisco saúda os fiéis nesta quinta-feira na comunidade de Varginha, no Rio de Janeiro, Brasil. EFE
O papa Francisco saúda os fiéis nesta quinta-feira na comunidade de Varginha, no Rio de Janeiro, Brasil. EFE

O papa Francisco saúda os fiéis nesta quinta-feira na comunidade de Varginha, no Rio de Janeiro, Brasil. EFE

“Eu gostaria fazer uma chamada aos que têm mais recursos, aos poderes públicos e a todos os homens de boa vontade comprometidos com a justiça social: que não se cansem de trabalhar por um mundo mais justo e mais solidário. Ninguém pode permanecer indiferente diante das desigualdades que ainda existem no mundo”, afirmou.

Da EFE

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog