Em relatório, FMI alerta para o risco de bolha de crédito no Brasil

O Fundo Monetário Internacional alertou para o risco de bolha de crédito no Brasil, e apontou o setor imobiliário como especialmente sensível em seu relatório anual sobre estabilidade financeira global.

Entre uma série de previsões lúgubres para os mercados emergentes (e mais sombrias ainda para as economias avançadas), o FMI destaca que o crescimento rápido pode enfraquecer a qualidade dos ativos bancários.

“Alguns mercados emergentes, que incluem o Brasil e a Turquia, a qualidade de crédito parece ser forte na superfície, mas o rápido crescimento do crédito doméstico –especialmente no mercado imobiliário– representam um desafio-chave à estabilidade futura”, diz o relatório.

Embora o fundo tenha, nos últimos meses, chamado a atenção para a possibilidade de superaquecimento nas economias emergentes, inundadas por dólares de investidores temerosos da crise nos países ricos, esta é a primeira vez que o Brasil é citado nominalmente e com a palavra “bolha”, em vez de superaquecimento.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog