Em tratamento contra câncer, Lula aparece de máscara cirúrgica

Adriano Vizoni/Folhapress

Em tratamento contra câncer, Lula aparece de máscara cirúrgica em seu apartamento

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi visto na tarde desta quarta-feira usando uma máscara cirúrgica na janela de seu apartamento, em São Bernardo do Campo (Grande SP).

Desde a noite sábado, ele está descansando da primeira fase do tratamento quimioterápico contra o tumor na laringe.

Lula pretendia voltar a fazer encontros políticos no Instituto Cidadania, em São Paulo, na segunda-feira (7). Mas, ainda não há previsão de seu retorno.

Lula conclui primeira fase de tratamento contra câncer
Lula volta ao trabalho na semana que vem, diz ministra após visita
Aécio critica ataques a Lula após anúncio de que está com câncer
Lula ficou ‘iradíssimo’ com posição do IDH no Brasil, diz ministro

Na sexta-feira passada, a ministra Miriam Belchior (Planejamento) disse, após visita ao ex-presidente, que ele iria se reunir nesta semana com a senadora Marta Suplicy (PT-SP), que desistiu de disputar a Prefeitura de São Paulo.

A primeira fase do tratamento terminou na noite de sábado. Uma equipe médica retirou a bolsa de infusão, que levava o quimioterápico ao sangue por meio de um cateter, implantado na clavícula.

Lula deve voltar a receber uma nova rodada de medicação no final de novembro.

O ex-presidente foi diagnosticado com tumor no dia 28 de outubro e iniciou o tratamento no dia 31.

ÁFRICA

No próximo dia 16, Lula quer reaparecer em público em encontro com empresários para discutir oportunidades de investimentos na África.

Será o primeiro evento promovido pelo Instituto Lula desde que o ex-presidente descobriu o câncer.

O petista quer à reunião e, segundo sua assessoria, vai aguardar o dia marcado para avaliar se terá condições de interromper o repouso para participar dos debates.

O ex-presidente tem reclamado de cansaço e perda de paladar após o início da quimioterapia para combater o tumor.

O desenvolvimento da África é uma das principais bandeiras do Instituto Lula, lançado após sua saída da Presidência, neste ano.

O seminário da próxima semana será promovido em parceria com a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Foram convidados o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o vice-presidente para Infraestrutura do Banco Africano de Desenvolvimento, Bobby Pittman.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog