Empresas de ônibus da Grande BH aceitam aumento proposto pelo TRT

 

Os empresários do transporte de passageiros de Belo Horizonte e Região Metropolitana aceitaram nesta quinta-feira (15) a proposta feita pelo Tribunal Regional do Trabalho de aumento de 9% para motoristas e cobradores. O sindicato dos trabalhadores já havia aceitado o reajuste nesta quarta-feira (14). A nova remuneração foi proposta as duas categorias durante uma reunião na audiência na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), nesta terça-feira (13).

Greve
Os rodoviários entraram em greve na segunda-feira (12) em Belo Horizonte e Região Metropolitana, porque recusaram a proposta patronal. Segundo o STTRBH, motoristas, cobradores e despachante reivindicavam 20% de reajuste. O Sintram e o SetraBH ofereceram 6%.

De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), 1,6 milhão de passageiros dependem do transporte coletivo diariamente.

Prejuízo continua no comércio
O comércio de Belo Horizonte acumulou prejuízos por causa da greve dos rodoviários. De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), Bruno Falci, o setor já deixou de faturar R$ 30.46 milhões, em dois dias de paralisação dos trabalhadores do transporte público. “Muitos lojistas se prepararam para a paralisação, buscando seus funcionários em casa”, afirmou. “Mas sem clientes, que não conseguem chegar aos centros comerciais, o setor está acumulando prejuízos”, completou.

Fonte: Do G1 MG

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog