Encerrada primeira etapa do projeto “O Autor na Escola”

A Escola Municipal Manoel Nunes de Amorim, localizada na comunidade do Junco / Salitre, foi a última a ser visitada na primeira etapa do projeto “O Autor na Escola”, da Secretaria de Educação e Esportes de Juazeiro (SEDUC). Os encontros, que promovem o contato de autores com alunos, com o objetivo de estimular a leitura, já beneficiaram cinco unidades de ensino e aproximaram seu Daniel José Paulino, que assina o livro “No Viver do Vale das Águas” de centenas de adolescentes.

Os estudantes focaram a atenção, na tarde de sexta-feira (23), nas histórias do seu Daniel, que se tornou escritor aos 80 anos. Muitos dos presentes prometeram tomar como exemplo as experiências vividas e aprendidas pelo senhor de cabelos brancos, que reencontrou o sossego e inspiração em sua terra natal – o vilarejo de Guanhães, localizado a 77 km de Juazeiro. A estudante da 7ª série, Francisca Jéssica da Silva é um bom exemplo disso. Segundo ela, o desejo de ter um futuro promissor foi reaquecido. “O que o autor falou me tocou bastante, pois ele é a prova de que nós podemos vencer e ser o que quisermos”, afirmou.

O projeto vai adiante desta referência. “Além de promovermos esse momento de interação, nós elaboramos uma seqüência didática que irá trabalhar o livro de forma pedagógica”, explicou a gerente de Ensino Fundamental, EJA e Educação Especial, Sônia Passos. O roteiro de atividades também inclui leitura de imagens, produção de texto, reprodução de desenhos ilustrativos, pesquisa sobre temas levantados pela produção literária, entre outras ações. “Ou seja, o trabalho não pára por aqui. O que encerramos foram apenas as visitas, agora as tarefas ficam por conta dos alunos e professores”, esclareceu Sônia.

“No Viver do Vale das Águas” foi lançado em 2010 com o apoio da Prefeitura Municipal. “Esse é um livro de memórias da minha infância e adolescência, que se confunde com a história de muitos sertanejos e juazeirenses. A parceria com o município foi fundamental para que eu pudesse realizar esse sonho, e poder desenvolver esse trabalho com as escolas é no mínimo enriquecedor”, avaliou o escritor. Com o otimismo de sempre e energia peculiar, o seu Daniel tornou a frisar que, “quem quer arruma um meio”, deixando claro aos presentes que tudo na vida depende de força de vontade, garra e determinação.

Segundo a professora Givailde Leite, além do incentivo à leitura e do trabalho pedagógico, o projeto reconhece talentos e desperta sonhos. “O projeto O Autor na Escola mostra que é possível, pois ele aproxima o desejo da realidade. Trazer uma pessoa que é da região, que viveu todas as dificuldades que nós passamos, tentou a sorte fora e voltou por amor à terra, e ouvi-lo dizer que para tudo existe um meio, é diferente de qualquer outra ação. Esse é um exemplo vivo, concreto, palpável, que com certeza fará a diferença na vida dessas crianças”, reconheceu.

“Pretendemos, em um segundo momento, que outros autores possam participar do projeto. Esse é o interesse da SEDUC”, ratificou a gerente Sônia Passos. Exemplares do livro são distribuídos em cada escola visitada, colaborando com o projeto “É Hora de Ler”, que também tem como objetivo formar leitores na Rede Municipal de Ensino. A meta é que cada aluno do Ensino Fundamental II leia, no mínimo, uma produção literária por mês.

Com Ascom/Seduc/PMJ

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog