Encontro de Bancos de Alimentos no Nordeste foca melhorias para os equipamentos da região


A secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente (SEADRUMA) participou na quinta-feira (15), no auditório da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) em Juazeiro, do Encontro da Região Nordeste de Banco de Alimentos. O evento teve como objetivo apresentar e avaliar os Bancos de Alimentos já implantados no Brasil e especialmente na região Nordeste, além de discutir estratégias para a implantação de novos projetos e potencializar as Bancos já em funcionamento.

 Uma realização do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o evento é destinado às experiências públicas apoiadas pelo MDS, a Rede SESC Mesa Brasil, as Regionais da CEASA, além de organizações sociais e privadas que atuam com Abastecimento e Banco de Alimentos. “Estamos mostrando hoje como é o funcionamento de um Banco de Alimentos e a importância do mesmo em se articular com as entidades beneficiadas, agricultura familiar e com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Pretendemos trabalhar melhor a questão do desperdício da comida e fazer com que sejam potencializadas as doações de alimentos para que cheguem as entidades que realmente necessitem. Outro ponto será aproximar mais os Bancos de Alimentos das Centrais de Abastecimento, a exemplo dos CEASAS”, informou João Augusto de Freitas, coordenador do Programa Banco de Alimentos do MDS.

O encontro foi dividido em dois momentos, hoje contou com a avaliação da Rede Pública MDS, SESC Mesa Brasil. Na sexta-feira (15) serão definidas as estratégias para gestão e implantação de novos projetos, envolvendo as CEASAS, Organizações Sociais e privadas que atuam com Bancos de Alimentos.

 Para João Tadeu Pereira, diretor da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar (SESAN) embora os equipamentos estejam funcionando desde 2003, é preciso dar uma cara nova para os mesmos, “formalizando o que é um banco de alimentos e como deve funcionar, pois existem bancos públicos apoiado pelo MDS, municipais de iniciativa das prefeituras e os da rede privada. É preciso ter um documento único que fale a mesma linguagem, um banco em Juazeiro tem que trabalhar da mesma forma que trabalha um banco em São Paulo, no Rio de Janeiro ou no Mato Grosso. Os produtos vão ser diferentes, mas a forma de distribuição, o atendimento e o caráter de respeito para aquele que está recebendo tem que ser o mesmo não esquecendo nunca que os bancos de alimentos têm uma função educativa, no combate ao desperdício e a fome”, declarou.        

 De acordo com Agnaldo Meira, secretário de Agricultura de Juazeiro, o funcionamento do banco de alimentos dentro do CEASA ajudaria a diminuir o desperdício que acontecem nas Centrais de Abastecimento, “e também poderia ser uma referência para as entidades beneficiadas, tendo a CEASA como um ponto de apoio. Este momento é de fundamental importância para que possamos pensar coletivamente em ações que procurem avançar na gestão dos Bancos e no seu funcionamento nos CEASAS, no caso de Juazeiro, no Mercado do Produtor”, observou.

 Vale destacar que o encontro já aconteceu na região sul em Porto Alegre, e após a região Nordeste, será realizada em Santo André – SP (região Sudeste); e em seguida na região Norte e Centro Oeste. “Após esses encontros faremos um encontro nacional, no inicio de 2012 em Brasília, onde resumiremos todo o trabalho já realizado e pensaremos num edital que possa implantar bancos de alimentos articulados com os estados, municípios e CEASAS, trabalhando especificamente o desperdício; e um outro edital para as unidades de apoio a distribuição da agricultura familiar que trabalhe também com o PAA e o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar)”, João Augusto.

 O evento que será finalizado amanhã às 12h30, reuniu hoje representantes dos Bancos de Alimentos de Juazeiro e Alagoas, Mercado do Produtor de Juazeiro, CEASA de Paulo Afonso, Vigilância Sanitária, CRAS, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sebrae e Banco do Nordeste.

Com Ascom/Seadruma/PMJ



Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog