Escola cria polêmica ao barrar aluna que pintou cabelo de rosa nos EUA

Uma escola provocou polêmica entre ativistas de direitos civis nos EUA após barrar uma aluna que pintou o cabelo de rosa para comemorar o fato de ter tirado boas notas.

Brianna Moore, de 12 anos, chegou a ficar três dias proibida de ir à aula na Shue-Medill Middle School em Newark, no estado americano de Delaware, até que, nesta terça-feira (20), a direção da escola recuou da decisão, pressionada pela American Civil Liberties Union.

Kevin, o pai da garota celebrou a decisão.

Ele mesmo ajudou a tingir os longos cabelos da menina, na semana passada, como um prêmio por ela ter tirado boas notas.

Brianna Moore mostra seu cabelo pintado nesta terça-feira (20) (Foto: Reuters)Brianna Moore mostra seu cabelo pintado nesta terça-feira (20) (Foto: Reuters)

Mas, quando ela apareceu nas aulas no dia seguinte, foi mandada de volta e avisada de que só poderia voltar se seu cabelo tivesse uma “cor natural, castanha, loura, negra ou ruiva”, conforme as normas da escola.

A associação logo acionou advogados do distrito escolar e questionou a constitucionalidade da medida.

Brianna foi convidada a voltar à escola, com a garantia de que não sofreria punições, disse Wendy Lapham, porta-voz do distrito escolar.

Kevin, pai de Brianna, ajudou a garota a tingir os cabelos (Foto: Reuters)Kevin, pai de Brianna, ajudou a garota a tingir os cabelos (Foto: Reuters)

Da Reuters

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog