Ex-especialidade, clássicos viram ponto fraco do Corinthians

A derrota de domingo para o Santos num jogo que antecede confronto crucial com o São Paulo aponta para uma queda corintiana no que vinha sendo sua especialidade nos últimos anos: os clássicos.

No ano passado, quando o Corinthians brigou pelo título brasileiro até a última rodada, somou 16 pontos em 18 possíveis nos clássicos. Neste ano, pode somar no máximo dez -contando com vitórias sobre São Paulo e Palmeiras, os seus maiores rivais.

Danilo Verpa/Folhapress
Tite comanda treino do Corinthians no dia seguinte à derrota por 3 a 1 para o Santos
Tite comanda treino do Corinthians no dia seguinte à derrota por 3 a 1 para o Santos

Na temporada toda de 2010, o desempenho do Corinthians contra seus três mais tradicionais adversários foi de 81,5%. Em 2011, o aproveitamento caiu para 40%.

Na série atual, com apenas duas vitórias em sete jogos, o Corinthians foi superado pelo Palmeiras -desde então o time alviverde não ganha- e, no Pacaembu, pelo Santos.

Desde 2006, o Corinthians não era batido no estádio em que manda jogos por um rival. Anteontem, caiu por 3 a 1, de virada, mesmo terminando o jogo com um a mais.

Se vencera em 2009 o Santos na final do Paulista, levou o troco nesta temporada da equipe de Neymar na decisão do Estadual, na Vila Belmiro.

O Corinthians não perdeu do São Paulo por quatro anos até cair no Paulista deste ano por 2 a 1, com direito ao centésimo gol de Rogério.

Porém foi no clássico contra o São Paulo, no primeiro turno do Brasileiro, que o Corinthians lavou a alma: 5 a 0. Em quatro duelos com os principais rivais no torneio, esse foi o seu único triunfo.

Os são-paulinos terão agora a vantagem de jogar num estádio com maioria da torcida e chegam um ponto à frente na tabela para o jogo.

O técnico Tite, que foi demitido em sua passagem anterior pelo clube após perder clássico para o São Paulo no Morumbi, aposta num triunfo na arena tricolor para encerrar a atual fase negativa.

Uma boa notícia que recebeu foi a recuperação de Alex, que chegou a desmaiar contra o Santos. O meia até foi ao CT ontem, pois nada de grave foi detectado nos exames a que se submeteu.

Os reservas corintianos, assim como os atletas que atuaram poucos minutos contra o Santos, como Danilo, Jorge Henrique e Welder, participaram de um jogo-treino ontem contra o São Bernardo.

Não houve protesto de torcedores no CT, algo que era até esperado. A segurança reforçada não teve trabalho, mas os jogadores não deram declarações à imprensa.

“A gente sabe da importância do jogo de quarta-feira”, disse Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol. “Mas nenhum jogador está proibido de falar, não teve pedido nosso para que eles não falem.”

Wilson Luiz Seneme será o árbitro do clássico, que deverá ter só 3.000 corintianos.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog