Ex-presidente da associação de moradores da Rocinha é preso no Rio

O ex-presidente da associação de moradores da Rocinha, Willian de Oliveira, foi preso na manhã desta sexta-feira na zona sul do Rio, sob acusação de associação ao tráfico e porte ilegal de arma de uso restrito das Forças Armadas, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil.

Líder comunitário da Rocinha diz que prisão foi ‘armadilha’

Folha tentou contato com familiares de William, mas ninguém atendeu aos telefonemas. Atualmente, ele é presidente de um movimento popular de favelas.

De acordo com policiais da DRFA (Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis), ele mantinha ligação com o traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, quando ele chefiava a favela. A polícia apreendeu um computador e documentos na casa de William.

Investigadores informaram ainda que investigam a ligação de uma vereadora, que não teve o nome divulgado, com o traficante Nem.

Uma das casas de Nem também foi vasculhada na manhã desta sexta-feira. O traficante foi preso no início de novembro, três dias antes da ocupação policial nas favelas da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu. Ele cumpre pena no Presídio Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Reprodução/Polícia Civil
Imagens de vídeo obtido pela polícia do Rio mostra William de Oliveira (à esq.) com Nem durante compra de fuzil
Imagens de vídeo obtido pela polícia do Rio mostra William de Oliveira (à esq.) com Nem durante compra de fuzil

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog