Ex-presidente do Afeganistão morre em ataque suicida

O ex-presidente do Afeganistão Burhanudin Rabbani morreu nesta terça-feira em um atentado suicida em Cabul, segundo informaram seus assessores. Rabbani dirigia as negociações de paz com o Taleban.

Houve uma explosão próxima da Embaixada dos EUA e da casa do ex-presidente. Uma ambulância chegou ao local e as ruas do local foram fechadas pela polícias. “Aconteceu um atentado suicida na rua em que Rabbani morava”, afirmou à France Presse um porta-voz da policía, Hashmat Stanikzai.

Marco Di Lauro-12.dez.2001/Associated Press
Burhanuddin Rabbani em entrevista coletiva no palácio presidencial
Burhanuddin Rabbani em entrevista coletiva no palácio presidencial

Apesar da segurança reforçada no local onde fica a casa de Rabbani em Cabul, um distrito que abriga as embaixadas, o ataque contra ele ocorreu apenas uma semana depois de uma ofensiva de 20 horas nos limites da área.

“Rabbani foi martirizado”, disse à Reuters o chefe do Departamento de Investigação Criminal da Polícia de Cabul, Mohammed Zahir.

Um alto conselheiro do presidente afegão, Hamid Karzai, ficou gravemente ferido no atentado que matou Rabbani, disse uma fonte na chefia da polícia. “Masoom Stanekzai está vivo, mas seriamente ferido”, afirmou a fonte, que não quis ser identificada por não ser autorizada a falar à imprensa.

Rabani foi presidente entre 1992 e 1996, antes da chegada dos Talebans ao poder. Ele dirigia o alto Conselho da Paz no Afeganistão, órgão empenhado em negociar uma solução política para o fim da guerra no país.

Adek Berry/France Presse
Policiais afegãos bloqueiam via próxima à residência do ex-presidente, morto em atentado em Cabul
Policiais afegãos bloqueiam via próxima à residência do ex-presidente, morto em atentado em Cabul

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog