Gaddafi é capturado e morto na Líbia; veja cronologia do regime

Comandantes das forças rebeldes da Líbia afirmaram nesta quinta-feira que o ex-ditador Muammar Gaddafi foi capturado e morreu, segundo agências de notícias e emissoras de TV. Confira as datas-chaves do regime de Gaddafi, que chegou ao poder em 1969:

Muamar Kadafi, Gaddafi ou Gathafi? Veja a grafia para o ditador da Líbia
Veja imagens da comemoração dos rebeles após a captura do líbio
Veja imagens marcantes do ditador
Gaddafi assumiu o poder na Líbia em 1969; saiba mais
Rebeldes anunciam captura de Gaddafi em Sirte, dizem agências

1º de setembro de 1969: “Movimento dos Oficiais Livres”, liderado por Gaddafi, expulsa o rei Idriss e instala o Conselho de Comando da Revolução.

dezembro de 1969: Projeto de união com o Sudão e o Egito. Oito projetos natimortos de união são assinados em 20 anos com países árabes e africanos.

Editoria de Arte / Folhapress

1973: Líbia ocupa a Faixa de Auzu (norte do Chade) até 1994. Neste período, as forças líbias intervêm várias vezes no conflito do Chade.

setembro de 1976: Publicação do “Livro verde” de Gaddafi, que rejeita o marxismo e o capitalismo.

março de 1977: Nascimento do “Jamahiriya” árabe popular líbio (“Estado das massas”). Instauração do Congresso geral do povo, de comitês populares e comitês revolucionários.

8 de maio de 1984: Opositores são fuzilados na caserna Aziziya em Trípoli, a ação é reivindicada pela Frente Nacional para a Salvação da Líbia (FNSL).

8 de janeiro de 1986: Washington põe fim nas relações econômicas com a Líbia e pede que Gaddafi seja tratado “como um pária”, acusado de estar envolvido em atentados contra Roma e Viena (dezembro de 1985).

15 de abril: Ataque americano contra residências de Kadhafi em Trípoli e Benghazi (44 mortos), em represália a um atentado em Berlim Ocidental.

14 de novembro de 1991: Dois líbios são acusados de participação em um atentado contra um Boeing da PanAm em Lockerbie, na Escócia (dezembro de 1988, 270 mortos). Em 2001, Abdelbaset Ali al-Megrahi é condenado à prisão perpétua por um tribunal escocês (libertado em 2009).

31 de março de 1992: Embargo aéreo e militar da ONU, seguido de sansões econômicas. As últimas sansões foram retiradas em 2003 após um acordo de compensação às famílias das vítimas de Lockerbie.

1995: Expulsão de mais de 300 mil estrangeiros “em situação irregular”; Trípoli expulsou, em 1985, 30 mil trabalhadores tunisianos, o que provocou a ruptura das relações diplomáticas com a Tunísia até 1987.

10 de março de 1999: A Justiça francesa condena à prisão perpétua seis agentes líbios acusados de serem os autores do atentado ao DC-10 francês de UTA no Níger (170 mortos em 1989).

19 de dezembro de 2003: Trípoli renuncia ao desenvolvimento de armas de destruição em massa.

9 de janeiro 2004: Acordo de indenização das famílias das vítimas do DC-10.

2005: Várias companhias petrolíferas, principalmente americanas, retomam suas operações no país.

15 de maio de 2006: Restabelecimento das relações diplomáticas completas com Washington; retirada da Líbia da lista americana dos Estados que apóiam o terrorismo.

  • 24 de julho de 2007*: Libertação, após oito anos de prisão, de cinco enfermeiras búlgaras e um médico palestino, acusados de infectar crianças com Aids.
  • 5 de setembro de 2008*: Visita de Condoleezza Rice, a primeira de um chefe da diplomacia americana em 55 anos.

2 de fevereiro de 2009: Gaddafi, que espera ser chamado de “rei dos reis tradicionais da África”, fica à frente da União Africana por um ano.

10 de junho: Visita de Gaddafi à Itália após a assinatura de um tratado para resolução de disputas coloniais.

15 a 19 fevereiro de 2011: Início de protestos sem precedentes contra o regime, violentamente reprimidos pelo Estado. A contestação se transformou em insurreição e conflito armado. No dia 19 de março, uma operação é lançada por Washington, Paris e Londres sob mandato da ONU. A Otan toma o comando em 31 de março.

O Conselho Nacional de Transição (CNT), organismo político da rebelião, se impõe aos poucos no cenário internacional.

23 de agosto: Muammar Gaddafi foge após a tomada de seu QG em Trípoli pelas forças rebeldes

9 de setembro: Gaddafi, seu filho Seif al Islam e seu cunhado Abdallah al Senussi recebem “alerta vermelho” da Interpol após mandato de prisão da TPI.

20 de outubro: Novas autoridades anunciam a morte de Gaddadi após ser capturado em Sirte, sitiada há mais de um mês, quecaiu nesta quinta-feira

DA FRANCE PRESSE, EM TRÍPOLI
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog