Governador tucano atrai PMDB e isola PT no Paraná

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), conseguiu atrair para a base de apoio do seu governo os deputados do PMDB. A adesão foi sacramentada em votação na Executiva Estadual do partido no final de agosto.

Além de contar com ampla maioria na Casa, Richa agora isola o PT nas eleições de 2014, enfraquecendo sua principal rival: a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.

Divulgação – 03.out.2010
Beto Richa conseguiu atrair para base os deputados do PMDB
Beto Richa conseguiu atrair para base os deputados do PMDB

Gleisi, que se elegeu senadora pelo Estado no ano passado, é a candidata preferencial do PT ao governo.

Sem o PMDB, de quem os petistas eram tradicionais aliados no Estado, Gleisi terá menos tempo de TV e menor apoio no interior.

A decisão também despertou a ira do senador Roberto Requião (PMDB-PR), que foi governador do Estado nos últimos oito anos.

Requião chamou a decisão de “fisiológica” e ameaçou até pedir intervenção da Executiva Nacional do partido.

A bancada peemedebista diz que “não cobra cargos nem benefícios fisiológicos”, mas que defende “o interesse do Paraná” e que, se Richa fizer um bom governo, será melhor para todos.

O governador tem apoio de 41 dos 54 deputados. Só um peemedebista, Antonio Anibelli Neto, preferiu adotar posição de independência.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog