Haddad diz que rivais usarão ‘intolerância’ contra PT em SP

O pré-candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse neste sábado (24) que só a “intolerância” pode derrotá-lo na disputa municipal.

Em discurso a militantes do PT, ele afirmou que os adversários usarão temas comportamentais, envolvendo aborto e homossexuais, para atacá-lo.

“Só há uma forma de nos derrotar. É fazer brotar alguma coisa que não é da nossa essência no plano do comportamento. Por isso [levantam] a discussão sobre gênero, orientação sexual”, afirmou.

Haddad sofre críticas de setores religiosos por causa do kit anti-homofobia –material produzido para o Ministério da Educação para combater a homofobia nas escolas. O kit vazou antes de ser aprovado e não chegou a ser distribuído a crianças e adolescentes.

O presidente do PT, Rui Falcão, disse que a presidente Dilma Rousseff foi alvo de uma “campanha fundamentalista” em 2010, quando enfrentou José Serra (PSDB), virtual adversário de Haddad.

“Não adiantam as campanhas fundamentalistas como as que foram feitas contra a companheira Dilma. Não vamos abrir mão do combate ao preconceito, à discriminação e à homofobia”, afirmou Falcão.

Depois de discursar, Haddad indicou que se referia a Serra ao se referir a “adversários” que usam os temas de comportamento como arma eleitoral.

“Já fizeram no passado. Quero crer que tenham aprendido a lição de que isso não agrada ao brasileiro.”

Apu Gomes/Folhapress
Fernando Haddad participa do Encontro de Setoriais de São Paulo, na sede do Sindicato dos Bancários
Fernando Haddad participa do Encontro de Setoriais de São Paulo, na sede do Sindicato dos Bancários

Fonte: Da Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog