Hillary afirma que EUA estão dispostos a trabalhar com grupos islamitas

A secretária de Estado Hillary Clinton elogiou na noite de segunda-feira os movimentos da primavera árabe e disse que os Estados Unidos estão dispostos a trabalhar com os grupos islâmicos na região, como os que venceram recentemente as eleições da Tunísia.

“Os Estados Unidos compartilham o desejo ver emergir uma democracia tunisiana”, disse Hillary Clinton em um discurso no Instituto Nacional Democrático em Washington.

“Nem todos os islamitas são iguais”, completou. “Como os partidos se chamam é menos importante para nós do que o que realmente fazem”.

O principal partido islamita da Tunísia, o Ennhada, venceu com folga as eleições do mês passado, superando sem problemas o principal rival, o partido laico de centro-esquerda PDP.

Cliff Owen/Associated Press
Secretária de Estado americana, Hillary Clinto, observa plateia após discurso em Washington
Secretária de Estado americana, Hillary Clinto, observa plateia após discurso em Washington

Para governar, segundo Hillary, o partido vencedor deve “persuadir os partidos laicos a trabalhar com eles”, e acrescentou que “os Estados Unidos também trabalharão com eles”.

A chefe da diplomacia americana lembrou que os líderes do grupo “prometeram abraçar a liberdade de religião e todos os direitos para as mulheres”.

Ao elogiar a primavera árabe, criticou a “falsa escolha entre progresso e estabilidade”.

“Os ditadores afirmaram a seus povos que tinham que aceitar os autocratas que conheciam para evitar os extremistas que temiam. Muitas vezes, nós mesmos aceitamos este relato”, admitiu Clinton, antes de afirmar que Washington estimulava reformas “mas geralmente não o suficientemente forte, ou não de uma maneira suficientemente pública”.

DA FRANCE PRESSE, EM WASHINGTON

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog