Justiça suspende atividade de centro de ensino no Maranhão

A Justiça do Maranhão suspendeu as atividades do Ceersema (Centro Ecumênico de Estudos Superiores do Estado do Maranhão) em um município no interior do Estado. A decisão foi divulgada nesta segunda-feira.

De acordo com a decisão, a instituição oferecia cursos de licenciatura em pedagogia e gestão escolar em Bacuri (194 km de São Luís) sem que tivesse credenciamento no Ministério da Educação como curso superior.

De acordo com a ação civil pública apresentada pelo Ministério Público em Bacuri, os alunos descobriram a irregularidade quando terminaram o curso e não conseguiram receber o diploma reconhecido pelo ministério.

A decisão judicial impede que a Ceersema continue a cobrar mensalidades, que inclua os alunos em cadastros de inadimplentes ou faça novo processo seletivo.

A instituição é alvo de outra ação civil pública no município de Cururupu (447 km de São Luís). Segundo o promotor, que propôs a ação, mais de 500 pessoas foram prejudicadas pela instituição.

A reportagem não conseguiu falar com o diretor-geral da instituição, Francisco das Chagas Sousa Meireles, nem com a coordenadora Leci Pinto Ferreira. Os dois são citados na ação como os responsáveis pelo centro de ensino.

O Ministério Público pediu o bloqueio dos bens da instituição para possível ressarcimento das mensalidades pagas pelos alunos.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog