Mais de 160 ficam feridos em acidente na Argentina; 7 morrem

O número de feridos em decorrência do choque envolvendo dois trens e um ônibus em Buenos Aires nesta terça-feira subiu para mais de 160, segundo o jornal argentino “El Clarín”, dizendo que um total de sete mortos foi confirmado pela polícia local. Mais sete pessoas estão em estado grave.

O acidente aconteceu na linha Sarmiento, que liga a estação Onze, no centro de Buenos Aires, com a periferia oeste, pouco antes das 7h, quando milhares de pessoas viajam nos transportes públicos até o local de trabalho.

Equipes de resgate trabalharam no local para retirar os passageiros feridos presos nas ferragens e os corpos das vítimas fatais.

Um dos últimos a serem retirados com vida, com o “El Clarín”, foi o maquinista de um dos trens que tinha ficado preso durante cerca de duas horas. O motorista do ônibus já não teve tanta sorte e morreu, afirmou o secretário de Transporte, Juan Pablo Schiavi.

Daniel Garcia/France Presse
Imagem mostra de cima cenário do acidente envolvendo dois trens e um ônibus em Buenos Aires
Imagem mostra de cima cenário do acidente envolvendo dois trens e um ônibus em Buenos Aires

De acordo com o porta-voz da Polícia Federal, Fernando Sostre, há crianças entre os feridos e que mais de 50 ambulâncias e dez unidades de bombeiros participaram dos resgastes. O hospital Alvarez, que está recebendo as vítimas, cancelou os turnos do dia para atender somente os envolvidos no acidente.

Arte/Folha

O veículo afirmou que as causas do acidente ainda não foram confirmadas.

O acidente envolveu dois trens e um ônibus, confirmou Gustavo Gago, gerente de Relações Institucionais da empresa trens de Buenos Aires.

“Um trem que estava entrando na estação de Flores, procedente da Onze, bateu em um ônibus da linha 92 e o arrastou até a plataforma. O trem descarrilou e invadiu a via em frente, onde foi atingido na lateral por um trem que estava entrando na estação e que vinha de Moreno” (periferia oeste), explicou Gago.

Segundo um funcionário da estação, o ônibus cruzou o local quando as barreiras da passagem de nível estavam abaixadas, mas a polícia afirmou que a versão ainda deve ser confirmada.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog