Mano diz que camisa 10 ‘aposentada’ no Gabão era de Kaká

Sem sua mística camisa 10 em campo, a seleção brasileira venceu o fraco Gabão por 2 a 0, no penúltimo e conturbado amistoso da equipe no ano. Mano atribuiu a ausência da camisa ao corte de Kaká.

“Desde a convocação anterior, estabelecemos um número para cada jogador antes de viajar. Isso serve para diminuir o número de camisas que transportamos. A camisa 10 seria do Kaká”, explicou.

Kaká, que defende o Real Madrid, recupera-se de lesão e foi cortado no domingo.

Em Libreville, Mano só escalou um titular no início da partida, o beque David Luiz.

Cotado para ficar com a 10, Bruno César usou a 20. No penúltimo amistoso, foi Ronaldinho quem vestiu a 10. “Não era para ter faltado o 10 hoje [ontem], mas faltou”, declarou o técnico.

Sia Kambou/France Presse
Jogadores da seleção brasileira comemoram gol contra o Gabão
Jogadores da seleção brasileira comemoram gol contra o Gabão

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog