Médicos decidem remarcar exames de Lula para próxima semana

Os médicos que cuidam do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiram remarcar para a próxima semana os exames que irão verificar se o tumor na laringe sumiu.

Inicialmente, a ideia era que os exames fossem feitos nesta sexta-feira (23). Lula tem passado diariamente no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para fazer sessões de fonoaudiologia.

Quando encerrou a radioterapia, no dia 17 de fevereiro, os médicos do ex-presidente haviam estipulado um prazo de quatro a seis semanas para os exames finais.

Veja galeria de imagens de Lula em tratamento
Lula retoma ‘vida normal nas próximas semanas’, diz médico
Lula volta à atividade política e negocia apoio para PT nas eleições
Ex-petista, Marina Silva visita Lula em hospital

Heinrick Aikawa – 20.mar.2012/Instituto Lula
Ex-ministra Marina Silva em visita ao ex-presidente Lula no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo
Ex-ministra Marina Silva em visita ao ex-presidente Lula no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

Esse tempo é necessário porque, durante um período, a radiação continua atuando no organismo, até atingir seu efeito máximo.

Avaliações preliminares já indicam que não há mais a presença do tumor.

Desde o início do tratamento contra o câncer, em outubro, Lula chegou a perder 18 quilos. Ele já recuperou um quilo.

Entre o final de fevereiro e começo de março, Lula ficou internado uma semana no hospital por conta de uma pneumonia.

Na sexta-feira passada, ele afirmou que voltará ao ritmo normal de suas atividades em um mês. O ex-presidente é o principal fiador da candidatura do petista Fernando Haddad em São Paulo.

Apesar do tratamento, Lula continua mantendo uma agenda intensa de encontros com políticos.

Na terça-feira (20), ele recebeu a visita da ex-presidenciável Marina Silva (sem partido), que foi ministra do Meio Ambiente entre 2003 e 2008. Após brigas internas no governo, ela deixou o PT e foi para o PV.

Na semana passada, em meio a crise da base no Congresso, aliados do governo o procuraram em busca de ajuda.

Lula chegou a receber em sua casa, em São Bernardo do Campo, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Fonte: Da Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog