Ministro britânico pede que zona do euro fortaleça bancos

O ministro britânico das Finanças, George Osborne, convocou nesta segunda-feira a zona do euro a “fortalecer” seus bancos e a tomar uma decisão sobre a Grécia, em um discurso pronunciado horas antes de uma reunião ministerial do bloco em Luxemburgo.

“A hora de resolver a crise é agora. Eles têm que sair e consertar o telhado, mesmo que já esteja chovendo a cântaros”, afirmou no discurso no congresso do Partido Conservador realizado em Manchester (noroeste da Inglaterra).

Osborne, cujo país não pertence à zona do euro, viajará a Luxemburgo para uma reunião de ministros das Finanças da UE (União Europeia).

Os ministros da zona do euro se reúnem na terça-feira para tentar produzir respostas concretas à crise da dívida e evitar um default (suspensão de pagamentos) da Grécia.

“Meu objetivo é claro. O fundo financeiro precisa de maior poder de fogo, a zona do euro precisa fortalecer seus bancos e acabar com todas as especulações; decidir o que fará com a Grécia e se ater a esta decisão”, afirmou.

Segundo ele, o Reino Unido não está imune à instabilidade da região. “Além disso, a resolução da crise da dívida na zona do euro é o principal estímulo à confiança que a economia britânica pode receber”, ressaltou.

A crise da dívida na zona do euro contribuiu para despertar o ceticismo da ala direita do Partido Conservador em relação à presença britânica na União Europeia e à adesão ao euro –o que não aconteceu até o momento.

“Durante gerações, as pessoas dirão graças a Deus que o Reino Unido não aderiu ao euro”, disse o ministro, agradecendo aos que em seu partido lutaram contra a integração na zona do euro, como o atual ministro das Relações Exteriores, William Hague.

DA FRANCE PRESSE, EM MANCHESTER

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog