MST invade fazendas e órgão estadual no Rio Grande do Sul

Manifestantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) invadiram nesta segunda-feira (26) duas fazendas no Rio Grande do Sul e uma estação de um órgão do Estado.

O movimento reivindica o assentamento de 1.000 famílias que estão acampadas pelo interior gaúcho e diz que já se esgotou um prazo dado ao governador Tarso Genro (PT) e ao governo federal.

Uma das ações ocorreu em uma fazenda em Viamão (na região metropolitana de Porto Alegre). No local, a polícia havia apreendido neste ano 2,5 toneladas de maconha.

A outra invasão de terra foi em Sananduva (a 304 km de Porto Alegre), em uma propriedade de 300 hectares.

Segundo a Brigada Militar gaúcha, não houve registro de tumultos nos protestos. De acordo com o movimento, 800 famílias participam das invasões. A Brigada diz que são cerca de 500 pessoas.

Em Vacaria (a 235 km da capital), os manifestantes entraram em uma estação de experimentos da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária. Integrantes do Movimento de Atingidos por Barragens também participam da ação.

Os manifestantes dizem que protestam contra o desenvolvimento de agrotóxicos no local. Policiais foram chamados e monitoram a situação da área.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog