Nadal se demite de conselho de tenistas e deixa parceria com Federer

TênisRafael Nadal pediu demissão do cargo de vice-presidente do Conselho de Jogadores e deixou Roger Federer sozinho. O tenista suíço é o atual presidente do conselho, que tem como principal objetivo ouvir os atletas e reforçar os pedidos e exigências junto à ATP (Associação dos Tenistas Profissionais).

No começo do ano, Nadal bateu de frente com Federer. O espanhol reclamou que o suíço não ajudava muito na discussão com os dirigentes. Chegou a ser cogitada uma greve, posição que Federer se mostrou totalmente contrário.

A reclamação liderada por Nadal era para aumentar a premiação em grandes torneios e melhorar o calendário. Em entrevista recente para jornalistas brasileiros, inclusive para aFolhaFederer disse que realmente era necessário alterar algumas datas de torneios, mas que a situação era bem delicada.

“Quando entro em algo, faço 100%”, afirmou Nadal em entrevista publicada pelo site do diário francês “L´Equipe”. “90% dos jogadores estão de acordo com o tema”, completou.

“Perdi muita energia com tudo isto, mas com certeza não vai acontecer novamente”, disse Nadal, atual número 2 do ranking antes de vencer o japonês Kei Nishikori (16º) por duplo 6/4 nas oitavas de final do Masters 1000 de Miami.

“Rafa é o mais impaciente”, já disse o tenista croata Ivan Ljubicic, ex-presidente do conselho. “Ele quer tudo imediatamente, como na quadra. É bom ver esta energia e este desejo de mudar tudo agora. Mas uma coisa é Roger… e outra… É bom ter dois tipos de estilos. Se tivéssemos dois Nadal, seria um desastre”, completou.

Andrew Gombert/Efe
O tenista espanhol Rafael Nadal em ação contra o japonês Kei Nishikori, em Miami
O tenista espanhol Rafael Nadal em ação contra o japonês Kei Nishikori, nas oitavas do Masters 1000 de Miami

DAS AGÊNCIAS

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog