NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina (SMS) esclarece que após o conhecimento da suspeita do caso de H1N1, a Vigilância Epidemiológica do município tomou as medidas cabíveis, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde (MS), para o acompanhamento do caso.

Tais medidas envolvem: visita domiciliar de natureza epidemiológica, bloqueio seletivo vacinal contra a gripe no entorno da residência do domicilio do paciente, administração da quimioprofilaxia das pessoas e profissionais de saúde Hospital de Urgência e Traumas (HUT), que mantiveram contato direto com o paciente.

O material coletado para análise foi enviado para o Instituto Evandro Chagas, que é referência para o estado de Pernambuco, o resultado será liberado no prazo de aproximadamente 15 dias.


Assessoria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Petrolina

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog