Operação apreende javalis em área de proteção ambiental no Rio

Uma operação denominada Javali-Pirata apreendeu nesta terça-feira 96 javalis que eram mantidos em um criadouro ilegal na Área de Proteção Ambiental de Macaé de Cima, em Nova Friburgo, na região serrana do Rio.

Segundo a Secretaria de Estado do Ambiente, no total eram 316 animais, mas, devido à complexidade da operação, o restante dos javalis será retirado do local em uma semana.

Todos os animais serão encaminhados para um abatedouro certificado pelo Ibama, no interior de São Paulo. “Eles serão transportados para, posteriormente, suas carnes voltarem embaladas a vácuo para serem doadas, pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro, para restaurantes populares e comunidades carentes”, explicou o secretário da pasta, Carlos Minc.

O criadouro ilegal Yacan Alto-Agronegócio Ltda –situado ao lado do Parque Estadual dos Três Picos– trazia riscos ambientais para o ecossistema da região. Segundo Minc, como não existem predadores naturais dos javalis, os animais poderiam comprometer a biodiversidade local se invadissem áreas verdes protegidas.

De acordo com a Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais, a direção do criadouro foi diversas vezes multada e notificada, mas não se adequou às normas. O proprietário deverá responder por crime ambiental.

Divulgação
Javalis encontrados em criadouro ilegal na Área de Proteção Ambiental no Rio
Javalis encontrados em criadouro ilegal na Área de Proteção Ambiental no Rio

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog