Oposição alemã quer boicotar discurso do papa no Parlamento em Berlim

Deputados dizem que não irão ao pronunciamento de Bento 16 no Parlamento alemão. Maioria da população não vê importância na visita do papa, que acontece à sombra de escândalos envolvendo pedofilia na Igreja Católica.

Grande parte dos parlamentares da oposição anunciaram que não querem participar da sessão na qual o papa Bento 16 falará ao Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão) no próximo 22. Gesine Lötzsch, líder da bancada do partido A Esquerda, declarou que metade dos 76 deputados esquerdistas não irá comparecer ao Parlamento no dia da visita do Papa.

Entre os social-democratas, a estimativa é de que 25% dos 146 parlamentares não compareçam. Entre os verdes, acredita-se que a bancada terá um desfalque de mais de 30%, noticia a agência alemã de notícias DPA. A conservadora União Social Cristã (CSU, do alemão) qualificou a iniciativa dos parlamentares oposicionistas de “comportamento intolerante”. As cadeiras vazias no Bundestag serão preenchidas com

DA DEUTSCHE WELLE, NA ALEMANHA

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog