Para aliados de Dilma, denúncias no Esporte têm ‘dedo’ da CBF

O entorno da presidente Dilma Rousseff acredita que as denúncias contra o ministro Orlando Silva (Esporte) tenham sido ressuscitadas com ajuda de atores externos –leia-se CBF e Fifa–, informa o “Painel”, editado por Renata Lo Prete e publicado na Folha .

Ministro nega irregularidades e diz que denunciante é ‘criminoso’
Dilma defende maior rigor com ONGs e diz acompanhar caso
PF abrirá inquérito para investigar acusações contra ministro
PM acusa ministro Orlando Silva de montar esquema de corrupção

O pano de fundo seria a tentativa de interferência na discussão da Lei Geral da Copa, que começa a tramitar no Congresso e é objeto de polêmica.

Silva é acusado de participação num esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que dá verba a ONGs para incentivar jovens a praticar esportes. A acusação foi feita à revista “Veja” pelo policial militar João Dias Ferreira.

Alan Marques – 17.out.2011/Folhapress
Ministro Orlando Silva durante entrevista em Brasília
Ministro Orlando Silva durante entrevista em Brasília

Segundo Ferreira, o ministro teria recebido dinheiro vivo na garagem da pasta, o que Silva nega. À revista um funcionário do policial, Célio Soares Pereira, afirmou ter entregue dinheiro ao próprio ministro na garagem do ministério, em Brasília, no final de 2008.

Ontem, em entrevista em Brasília, Silva negou envolvimento em irregularidades na pasta, que chefia desde 2006.

Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog