Para Mano Menezes, jogo desta noite é decisão

O troféu em disputa é simbólico, a Fifa trata o jogo como amistoso e o rival é o time B da Argentina, sem Messi.

Feitas as ressalvas, a partida de hoje às 21h50, no Mangueirão, vale muito para Mano Menezes e para a seleção brasileira formada por jogadores que atuam no país.

O técnico tem a chance de derrotar pela primeira vez um adversário da elite do futebol mundial. A equipe dirigida por Mano perdeu para Argentina A, França e Alemanha.
E não conseguiu vencer a Holanda em Goiânia e a Argentina B em Córdoba –esta, no primeiro jogo do “Superclássico das Américas”, disputado há duas semanas.

Mano também carrega nas costas o fracasso na Copa América, em que o Brasil só venceu um dos quatro jogos que disputou e acabou eliminado pelo Paraguai nas quartas de final do torneio.

Para os atletas, é uma chance de cavar lugar na “seleção principal”, da qual fazem parte também os jogadores que estão na Europa.

Antonio Scorza/France Presse
Mano Menezes conversa com Neymar e Ronaldinho durante treino, em Belém
Mano Menezes conversa com Neymar e Ronaldinho durante treino, em Belém

Hoje, são integrantes dela o goleiro Jefferson, os zagueiros Réver e Dedé, os meias Oscar e Lucas e os atacantes Fred, Neymar e Ronaldinho.

Estes oito atletas, que estão em Belém, foram convocados para os próximos amistosos, contra Costa Rica e México, nos dias 7 e 11 de outubro, partidas em que também estarão os “europeus”.

Poderiam ser dez se não fosse pelas lesões do meia Paulo Henrique Ganso e do atacante Leandro Damião, considerados hoje titulares da seleção, seja ela A ou B.

ABISMO

Não é o mesmo que acontece na equipe da Argentina.

O técnico Alejandro Sabella chamou 24 atletas para os primeiros compromissos de sua seleção pelas eliminatórias para a Copa de 2014 –o Brasil não disputa o qualificatório por ser sede.

Nenhum atleta do futebol argentino foi convocado.

Essa diferença escancara o abismo entre os Nacionais de Argentina e Brasil.

“Nós temos uma capacidade maior de reter talentos e de repatriar jogadores”, comentou Mano, que convocou três jogadores estreantes para o jogo de hoje: o zagueiro Emerson, do Coritiba, o meia-atacante Elkeson, do Botafogo, e Borges, do Santos.

Do outro lado, o argentino Sabella manteve a base formada por atletas do Vélez Sarsfield e do Estudiantes, mas chamou três “brasileiros”: o meia Montillo, do Cruzeiro, e os volantes Bolatti e Guiñazu, do Inter. O meia D’Alessandro, também do Inter, foi cortado por lesão.

NA TV
Brasil x Argentina
21h50 Globo e SporTV

Diogo Shiraiwa/Editoria de Arte/Folhapress


Com a Folha.com

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog