Paris homenageia vítimas do 11/9 com réplica das Torres Gêmeas

A inauguração de uma réplica em miniatura das Torres Gêmeas marcou neste domingo, em Paris, a cerimônia de homenagem na capital francesa às vítimas dos atentados de 11 de setembro no 10º aniversário da tragédia.

Acompanhe ao vivo os eventos dos 10 anos do 11/9
Confira em tempo real o minuto a minuto do 11/9
Leia cobertura completa dos 10 anos do 11/9
Veja galeria de fotos das celebrações dos 10 anos
Jornalistas relembram cobertura do 11/9; veja

  Miguel Medina/France Presse  
Jovens cantores participam de homenagem para marcar os dez anos do 11/9 em Trocadero, perto da torre Eiffel
Jovens cantores participam de homenagem para marcar os dez anos do 11/9 em Trocadero, perto da torre Eiffel

O ato também contou com um minuto de silêncio, e ainda está prevista para hoje uma cerimônia religiosa. As edificações, de 25 metros de altura, foram colocadas nos jardins do Trocadero, com a Torre Eiffel como cenário de fundo, com o nome das quase três mil vítimas em uma das estruturas e as mensagens de apoio recebidas pela fundação “The French Will Never Forget” na outra.

Ambas as torres, de estrutura metálica coberta por uma lona branca, foram projetadas pelo escritório do arquiteto Jean-Pierre Heim, um dos copresidentes dessa organização, que as concebeu “como um símbolo de paz para o futuro”.

A fundação, segundo discurso de outro de seus quatro copresidentes, Paul Bensabat, quis “compartilhar a amizade e a dor da população francesa com a americana”.

Às 14h46 locais (9h46 de Brasília), momento exato do impacto do primeiro avião contra a Torre Norte, foi prestado um minuto de silêncio, após o qual foram tocados os hinos francês e americano e a Ave Maria de Schubert.

A cerimônia contou com a presença do embaixador americano em Paris, Charles H. Rivkin; do prefeito da capital francesa, Bertrand Delanöe, e de outras autoridades locais.

A fundação “The French Will Never Forget” foi criada em 2003 por um grupo de empresários franceses residentes nos EUA que quiseram contribuir para eliminar o sentimento anti-francês surgido entre alguns americanos depois que a França se opôs à guerra contra o Iraque.

DA EFE, EM PARIS

Sobre o editor

Willames Costa
Wíllames Costa
Editor

Instagram

Parceiros do blog